Qui sommes-nous ?

A associação da Madalena é uma entidade legal privada sem fins lucrativos que atua na Suíça e no Brasil há 15 anos. A Madalena está livre de qualquer preconceito ou discriminação relacionada a raça, nacionalidade, religião, classe social ou afiliação política.

 

Histórico

Na Suíça, a associação começou a realizar trabalho de apoio e assistência em 2000 para vários homens e mulheres profissionais do sexo, pessoas de diferentes nacionalidades e em vários cantões da Suíça de língua francesa e de língua alemã. Vimos a precariedade em que essas pessoas vivem, sendo exploradas sexualmente, abusadas, humilhadas, tanto emocional quanto fisicamente. Concluímos que havia uma necessidade real de ajudar as vítimas no território suíço. Como grande parte dessas vítimas são mulheres brasileiras, em 2006, fundamos a ONG Madalena de Prevenção no Brasil para prevenir, informar e alertar jovens brasileiros diretamente nas escolas. Isto através de filmes e palestras sobre exploração e tráfico sexual de seres humanos e os perigos aos quais uma grande parte desses jovens são vítimas quando partem para a Europa sem preparação adequada.

Nossos objetivos

Na Suíça: Defender os direitos humanos das vítimas brasileiras de exploração sexual, tráfico de pessoas, violência doméstica e trabalho forçado. Trabalhamos em estreita colaboração e estabelecemos vínculos com as autoridades oficiais e as organizações existentes no território suíço. Também promovemos e apresentamos a cultura brasileira através da música, filmes, literatura, dança, etc. No âmbito dos projetos realizados, vários programas e ações foram realizados em toda a Suíça.

Nossos objetivos no Brasil:

Nossos objetivos são informar, alertar e fazer prevenção diretamente nas escolas com crianças e jovens brasileiros. E conscientizar pais e professores da real existência da exploração sexual de menores, tráfico de seres humanos, violência doméstica e trabalho forçado.

Onde atuamos

Na Suíça de língua francesa e de língua alemã, em cabarés, sauna-clubes, casas de massagem, bares e outros locais frequentados pela comunidade brasileira.

No Brasil, as ações são realizadas diretamente em escolas, universidades, aeroportos, via rádios, jornais e televisões.

Filmes baseados em testemunhos e conferências são mostrados para informar sobre falsas promessas e os riscos envolvidos. Os panfletos são distribuídos em bares e boates para alertar e informar os jovens sobre esse problema.

Público-alvo

Na Suíça, brasileiros em situação regular ou não, e que se reconhecem como vítimas de exploração sexual, tráfico de pessoas e violência doméstica. Todas as pessoas que querem conhecer seus direitos como ser humano.

No Brasil, jovens adolescentes, estudantes, educadores, professores, pais e todos os interessados neste problema.

© 2016 by  Aeberhardt R.

Follow Us
  • Facebook ícone social
  • Instagram